FALA RAMÓN SUÁREZ PICALLO

José Devesa

Estradas do vento por riba do mar
a ti levarám-me depois de eu finar


Ai, meu Fiunchedo!


as cinsas de meu aí pousarám…
suspiros da i-alma por mim viajarám


Ai meu fiunchal!


qual aves milhenta que venhem e vam
ou frases nom ditas sem ponto final


Ai, meu Fiunchedo!


e um amor sem fendas de mim ham levar
por Galiza toda por Sada meu lar


Ai, meu Fiunchedo!
Ai, meu fiunchal!

Corunha, 21-10-16

Partillar

Deixa unha resposta

O teu enderezo electrónico non se publicará